Participa enviando as tuas fotos e textos para angueira.vimioso@gmail.com que nós publicamos

Angueira

Angueira
Localização: Angueira é uma aldeia situada no Norte de Portugal, no distrito de Bragança e concelho de Vimioso. Confina com as aldeias de Avelanoso, Serapicos, São Joanico e Caçarelhos, pertencentes ao concelho de Vimioso e com as aldeias de São Martinho de Angueira e Especiosa, pertencentes ao concelho de Miranda do Douro.
Acessos: a EM 546 dá acesso a Vimioso e a EM 545 dá acesso à N218 (Vimioso – Miranda do Douro) e à vila espanhola de Alcañices, via fronteira das Três Marras. Dista cerca de 12Kms de Vimioso, 22Kms de Miranda do Douro e 10Kms de Alcañices.

Coordenadas: 41º 36` N ; 6º 24` W
Área: 22,01 km²
Densidade populacional: 7,4 hab/km²
População residente: 162 habitantes
Edifícios: 128
Núcleos familiares residentes: 50
Actividades económicas: agricultura, pecuária e construção civil
Festas e Romarias: Nossa Senhora do Rosário e S. Lucas, ambas em Agosto e S. Miguel, no último fim-de-semana de Setembro
Património: Igreja matriz, capelas de Santo Cristo, de S. Sebastião e de S. Miguel, castros, fonte de mergulho e moinhos de água
Outros Locais: Rio Angueira, parque de merendas da Cavada, pesca (barbo, escalo, sarda e lagostim e zona de caça (lebre, coelho, perdiz, rola, pombo torcaz e javali)
Gastronomia: Posta à mirandesa, cabrito, enchidos, pão-de-ló, folar da Páscoa e roscos
Colectividades: Grupo Cultural e Recreativo de Angueira e Associação de Caçadores de Angueira
Orago: S. Cipriano



quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Bom Natal

Bom Natal e Feliz Ano Novo para todos...

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Matança Tradicional do Porco - ALTERAÇÃO DE DATA

Por motivos imponderáveis e alheios à organização, a matança tradicional do porco teve de ser adiada para o dia 31 de Dezembro de 2011.

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Festa de São Miguel 2011

No dia 24 de Setembro realizou-se mais uma vez em Angueira a festa de São Miguel que, como sempre, esteve muito concorrida e animada...

a missa campal celebrada na capela de São Miguel....



a procissão...


o almoço...







os gaiteiros sempre muito animados...

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

A origem do nome Angueira

Vejam este vídeo explicativo da origem histórica de Angueira.
Vale a pena, é uma palestra dada na Cavada pelo professor Amadeu Ferreira, um especialista nestes assuntos.

http://www.youtube.com/watch?v=XUDli3HYtzw

quinta-feira, 28 de julho de 2011

O Lagostim do Rio Angueira

O lagostim original do Rio Angueira, conhecido por lagostim-de-patas-brancas e popularmente por lagostim do Angueira ou carangueijo (Austropotamobius pallipes) desapareceu por completo do rio no ano de 1985 e encontra-se actualmente extinto em Portugal. Durante vários anos não houve lagostins no rio até que, em finais da década de 90, foram introduzidas espécies não autóctones. Actualmente coexistem no rio Angueira duas espécies de lagostins, ambos de origem norte-americana: o lagostim-vermelho ou da Louisiana (Procambarus clarkii) e o lagostim-sinal (Pacifastacus leniusculus). O lagostim-vermelho foi introduzido em 1973 em Badajoz, Espanha e daí passou para a região do Caia (1979), tendo rapidamente colonizado os rios do Sul de Portugal, propagando-se depois por todas as massas hídricas do país, sobretudo por acção humana, tendo sido assim que terá chegado ao rio Angueira. O lagostim-sinal foi introduzido em 1994 na provincia espanhola de Zamora, tendo começado a aparecer no Rio Maçãs em 1997 e posteriormente alastrado às massas hídricas adjacentes, entre elas o rio Angueira. Do que se observa, parece que o lagostim-sinal se tem adaptado melhor e está a expandir-se, sendo esta a espécie que mais se observa actualmente no curso mais a montante do rio.



Os mais curiosos vão a este endereço electrónico onde se encontra um artigo muito interessante acerca do lagostim do rio Angueira (clicar em cima)








segunda-feira, 18 de julho de 2011

Barcos na Cavada 2

Para que não restem dúvidas e para fazer justiça aos construtores, aqui fica a prova que o barco navega na perfeição...


terça-feira, 12 de julho de 2011

Barcos na Cavada

foi lançado um novo barco à agua na Cavada...

... ei-lo a chegar


... transporte para a zona de lançamento


... lançamento à agua


... lançamento da âncora (quem ficaria sem a relha?)


... o ok do engenheiro


... o barco ... construção moderna... inovadora


... parece que houve um pequeno problema técnico e teve de ser rebocado


... a frustação dos construtores (ainda bem que tinham barco de reserva)

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Grandes ideias

Com o aproximar da crise e quando tanto se fala de inovação e de requalificação, eis uma boa ideia que os nossos vizinhos tiveram para rentabilizar as infraestruturas que possuem...! Pena que em Angueira o campo de futebol esteja num alto e não permita esta fonte de receitas pois pelos vistos cada fardo vale 3 euros...!



segunda-feira, 6 de junho de 2011

quarta-feira, 18 de maio de 2011

O Jovem Apicultor

pois é... a vida de apicultor não é nada fácil... até ao alto dos telhados têm de ir apanhar os enxames...!






video

domingo, 15 de maio de 2011

Carrasco florido

por curiosidade, sabiam que os carrascos (Quercus coccifera) também dão flor?...

domingo, 1 de maio de 2011

Cascalheira

é a altura do ano em que se vêm as xardas a cascalhar...




video

quinta-feira, 7 de abril de 2011

quinta-feira, 17 de março de 2011

A populaçao de Angueira ao longo dos anos

Este ano realiza-se o recenseamento geral da populaçao portuguesa (Censos 2011). Para ficarmos com uma ideia de como evoluiu Angueira em termos de populaçao ao longos dos anos aqui ficam os numeros.
Sao valores retirados dos anuarios do Instituto Nacional de Estatistica. (clicar em cima do quadro para aumentar)

Censos de 2001 - 162 habitantes


Censos de 1991 - 214 habitantes

Censos de 1981 - 305 habitantes

Censos de 1970 - 395 habitantes


Censos de 1960 - 544 habitantes

Censos de 1950 - 668 habitantes

Censos de 1940 - 553 habitantes


Censos de 1930 - 544 habitantes

Censos de 1920 - 515 habitantes

Censos de 1911 - 553 habitantes


Censos de 1900 - 479 habitantes

Censos de 1890 - 418 habitantes

Censos de 1878 - 401 habitantes

Censos de 1864 - 396 habitantes